Idioma
Cliques
74
pt.news

Pressão liberal: artigos contra o cardeal McCarrick tiveram que ser removidos

Bart Aslin, um ex-padre de Newark, falou em 2006 a Matt C. Abbott sobre o comportamento do cardeal Theodore McCarrick como um predador homossexual..

Mais tarde, Aslin pediu a remoção do artigo, revelou Abbott no site RenewAmerica.com (16 de julho), porque o artigo estava fazendo com que Aslin perdesse oportunidades de emprego dentro da Igreja: "Recrutadores me colocariam à frente como um forte candidato, mas em todos os casos minha candidatura não deu em nada".

Agora Aslin escreveu novamente à Abbott sobre seu tempo como sacerdote: "Foi a hipocrisia de McCarrick e de meus colegas padres (homossexuais) que me levou a sair. De certa forma, fui expulso porque não me enquadrava no modelo de um sacerdote de Newark.

Quando a mídia oligarca finalmente começou a falar sobre os escândalos de clérigos expostos há anos pelos católicos como The Wanderer, McCarrick informou a todos os padres que, se fossem acusados de má conduta sexual, seriam responsáveis por sua representação legal.

Como Aslin trabalhava quase exclusivamente com crianças, ele decidiu que era hora de ir embora:

"McCarrick e seus companheiros estavam felizes por eu sair. Nunca ouvi falar dele nem da arquidiocese depois de ter apresentado minha carta de demissão.

Fotografia: Theodore McCarrick, © Daniel Heaf, CC BY-NC-ND, #newsBoegnwtkab
Escreva um comentário
pt.news mencionou esta publicação em Cardeal Farrell "nunca ouviu falar" do problema homossexual de McCarrick - Alguém acredita nele?.