Idioma
Cliques
56
pt.news 1

Bispo americano culpa os outros - deveria culpar a si mesmo

O recentemente nomeado bispo William Shawn McKnight, de 50 anos, de Jefferson City (EUA), criticou o silêncio dos bispos americanos que tinham conhecimento dos abusos homossexuais do cardeal Theodore McCarrick.

Ao escrever em CatholicMissourianOnline.com, McKnight chama isso de "quase insuportável" e [supostamente] "inexplicável":

Como pode um irmão bispo desrespeitar com tal insensibilidade a dignidade dos jovens, seminaristas e padres durante décadas e ninguém ter pedido explicações?

A resposta é simples: McCarrick era um liberal poderoso, apoiado pelos meios de comunicação dos oligarcas, os quais são os primeiros políticos da Igreja Católica.

Só agora que ele é um velho indefeso e inútil sem poder, seus amigos e a mídia, que durante décadas se beneficiaram dele, estão prontos para jogá-lo na vala.

O próprio padre Shawn McKnight nunca teria se tornado bispo se, no passado, tivesse criticado o corrupto e liberal clube de garotos dos bispos americanos.

Fotografia: William Shawn McKnight, © Dan Bernskoetter, CC BY-SA, #newsLpujexkhdw

Escreva um comentário