Idioma
Cliques
51
pt.news

Político pró-morte recebe Comunhão - elogiado pelo sacerdote, repreendido por uma mulher

Fernando Haddad, o socialista que espera se eleger presidente do Brasil nesta eleição, recebeu a Sagrada Comunhão no início de outubro, em uma paróquia em São Paulo. Haddad é a favor do aborto e do pseudo-casamento homossexual. Ele é um ortodoxo de origem libanesa.

O pároco, padre Jaime Crowe, acolheu Haddad durante a Missa e defendeu o sacrilégio citando Francisco - "Quem sou que para julgar?", afirmando que qualquer um [pedófilos e nazistas inclusos?] pode receber a Sagrada Comunhão.

Porém, depois da Missa, Haddad foi abordado por uma mulher que lhe disse ser um "abortista" e que não poderia receber a Comunhão, além de dever ficar fora da Igreja.

#newsPqklyquccf
Escreva um comentário