Clicks234
sergio velloso

A ASTÚCIA DIABÓLICA CONTRA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA / A.N.S.R LEPANTO

A ASTÚCIA DIABÓLICA CONTRA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

A HEREGE IRMÃ FAUSTINA DE JOÃO PAULO II, ANTES, JÁ CONDENADA PELO SANTO OFÍCIO


João Paulo II foi o papa que mais prejudicou a devoção a Nossa Senhora, embora tenha se lançado midiaticamente como um seu devoto:

1) Aumentou o Rosário com mais um terço sem a permissão de Nossa Senhora, tornando-o, num mundo consumista e comodista, impossível de rezar de uma só vez como Nossa Senhora de Fátima disse que mais aprecia e desconectando a linha de meditação eleita pela Sede da Sabedoria, à qual ele ousou se fazer de superior;

2) Ao lado de tornar o Rosário impossível, desobedeceu o Magistério infalível e reabilitou a herege Irmã Faustina com o seu ligeiro, vago e não contemplativo "Terço da Misericórdia", para funcionar de substituto do Rosário e mesmo do Terço Mariano;

3) E ainda inventou ou deixou inventar aquela história de que ele seria o "papa de Fátima" ou do Terceiro Segredo, o que nem de longe corresponde à imagem cheia de outros elementos vistos pelas videntes de Fátima;

4) Historiadores do último concílio ainda contam que ele e Ratzinger (Bento XVI), como chefes de comissões pelo ecumenismo, proibiram a votação do Dogma de Nossa Senhora como Mediadora das Graças e uma procissão em favor de Nossa Senhora durante o concílio, porque, segundo foi dito, eles não queriam incomodar os protestantes convidados como ouvintes.