Idioma
Cliques
57
pt.news

Abismo entre Francisco e bispos holandeses

Os bispos holandeses "ficam gélidos quando ouvem o nome [de Francisco]", de acordo com Jan-Willem Wits, ex-porta-voz da conferência episcopal holandesa.

Escrevendo em blendle.com (24 de abril), Wits afirma que o "povo holandês" [leia-se: mídia comercial agnóstica] gosta de Francisco - em contraste com os bispos [que presidem uma Igreja que antecipou a ideologia de Bergoglio e que, portanto, está hoje reduzida a ruínas].

Segundo Wits, os bispos holandeses creem que Francisco seja um "populista" que coloca "à venda" a eterna verdade da Igreja.

Wits afirma que a ideia de convidar Francisco para a Holanda foi rejeitada pelos bispos devido à sua "agenda apertada".

Até o Concílio Vaticano II, a Igreja na Holanda era um baluarte católico. Depois do Concílio, foi considerada a faísca da "renovação" desejada pelo Concílio, mas esta "renovação" terminou em desastre.

Nos últimos dez anos, mais de 1000 Igrejas católicas foram fechadas. Hoje, os fiéis da Holanda são grupos pequenos, formados majoritariamente por imigrantes.

Fotografia: © Mazur, catholicchurch.org.uk, CC BY-NC-SA, #newsHkqxgbjyhx
Escreva um comentário