Clicks175
pt.news

Triste funeral de pastor perseguido (imagens)

O falecido bispo clandestino Stephanus Li Side, de 92 anos, de Tianjin - China, foi enterrado em 8 de junho, escreve AsiaNews.it.

A polícia trabalhou arduamente de modo a sufocar qualquer representação de respeito, pois ele não era reconhecido pelos comunistas.

Acima, à esquerda: O bispo foi colocado em um caixão de vidro. Somente sacerdotes do regime foram admitidos no salão funerário. Quando eles estavam saindo, alguns fiéis os chamaram de traidores.

Acima, à direita: Católicos comuns vieram de toda a diocese para expressar suas condolências. Eventualmente, a equipe fechou o local "por razões de segurança".

Abaixo, à esquerda: O bispo auxiliar clandestino, Shi Hongzhen, a quem não foi permitido se apresentar como bispo, visitando-o no hospital.

Abaixo, à direita: Os restos do bispo foram cremados sob ordem do regime. Principalmente sacerdotes sem ligação com Li Side foram permitidos no cemitério. Eles enfureceram os fiéis quando, enquanto saíam, foram vistos conversando e rindo.

Fotografia: AsiaNews.it, #newsJxttkblysl