Clicks152
pt.news
11

Pena de morte: cardeal Schönborn culpa João Paulo II

Durante uma homilia para a Festa do Santo Nome de Maria na catedral de Viena (15 de setembro), o ativista gay Christoph Schönborn, que também é um cardeal, começou a falar sobre pena de morte.

Schönborn supôs que a pena de morte "contradiz a dignidade humana" - embora Deus a ordene na Bíblia. Então, ele justificou a decisão de Francisco para “mudar” o Catecismo da Igreja Católica em relação à pena de morte.

Ele até mesmo mistificou que Francisco, através da sua decisão, "finalmente realizou um desejo profundo do Papa João Paulo II" [como se João Paulo II não pudesse ter feito isso por si só se ele o quisesse].

Schönborn foi o scretário-editorial do Catecismo preparado sob o cardeal Joseph Ratzinger.

Fotografia: Christoph Schönborn, #newsMoyoinzljm
O cardeal Schonborn pertence a Máfia de St. Gallen (Suíça) que elegeu o papa Francisco. A noite tenebrosa caiu sobre a Igreja, os lobos uivam livremente com Francisco. Sinal dos tempos!
Martini, Lehmann e Kasper da Alemanha , Bačkis, da Lituânia, van Luyn, da Holanda, Danneels, de Bruxelas, e Murphy O’Connor, de Londres, dentre outros (
en.wikipedia.org/wiki/St._Gallen_Group).
Ressurreição Conservadora shares this.
Desse jeito haverá lugar para este homem no céu? Converta-se herege...