Idioma
Cliques
216
pt.news

"Missa Ecumênica"? Vai Ser Muito Pior

O liturgista italiano Andrea Grillo, íntimo de Papa Francisco e inimigo fervoroso da verdade católica, fez comentários sobre a comissão secreta vaticana que está trabalhando em uma “Missa ecumênica”.

Segundo Grillo, não se trata de uma "missa ecumênica", mas de um tentativo de colocar no mesmo nível a Santa Missa e os serviços de culto protestantes.

Ao escrever em settimananews.it (7 de novembro), Grillo deixa claro que o objetivo último é abolir o sacerdócio, visto que, segundo ele, não existe uma diferença essencial entre o serviço de culto protestante e a Missa católica, e ministros protestantes leigos e sacerdotes ordenados podem ser "reconhecidos reciprocamente".

Ao ignorar a diferença essencial entre a Santa Missa e o serviço protestante, Grillo qualifica como "riquezas" e meras "diferenças" os déficits da doutrina e da liturgia protestante. Ele é muito menos conciliador quando se expressa contra a Missa Tradicional.

Grillo explica que isso acontecerá usando a "celebração da Santa Ceia [protestante], a Santa Missa e a Sagrada Liturgia" para uma "busca de comunhão" Isso significa que, a qualquer momento, poderia ter início a distribuição da Sagrada Comunhão a pessoas que não acreditam nela.

Grillo é fortemente suspeito de fazer parte do grupo secreto para a "missa ecumênica".

Fotografia: © Bread for the World, Flickr CC BY-NC-ND, #newsDpsyvnemar