Idioma
Cliques
75
pt.news 2

Cardeal Marx está introduzindo "uma mentira" - arcebispo Chaput

O arcebispo de Filadélfia, Charles Chaput, criticou Marx, cardeal de Munique, e seus aliados, que pretendem "permitir" a Comunhão aos Protestantes.

Chaput escreve em FirstThings.com (23 de maio) que é "uma mentira inserir uma falsidade no momento mais solene do encontro com Jesus na Eucaristia".

A Comunhão para os Protestantes diz "'Estou em comunhão com esta comunidade', quando alguém, evidentemente, não está em comunhão com tal comunidade."

Chaput argumenta seis fatores contra a Comunhão aos Protestantes:

1. Mudar as condições para receber a Comunhão re-define quem e o que a Igreja é.

2. A Comunhão aos Protestantes leva à Comunhão para todos os não-católicos.

3. A Comunhão para os Protestantes adota a noção Protestante de que é suficiente ser batizado e acreditar em Cristo - sem acreditar nos Sacramentos.

4. A Comunhão aos Protestantes implica que os Protestantes, presumivelmente, não precisam se confessar em preparação para receber a Comunhão.

5. Se o ensinamento da Igreja pode ser ignorado neste caso, então qualquer ensinamento pode ser re-negociado.

6. A Comunhão aos Protestantes desvia os fiéis, porque as diferenças entre a Igreja e os Protestantes são escondidas.

Fotografia: Charles Chaput, © HazteOir.org, CC BY-SA, #newsGamikqbwkt

Escreva um comentário …