Clicks84
pt.news

Arcebispo de Malta promove homossexual e combate católicos

O arcebispo de Malta, Charles Scicluna, permitiu que William Muscat, um homossexual declarado, participasse das funções com vestimentas litúrgicas na basílica de Mosta, pelos últimos três anos.

Em setembro de 2018, o prelado pró-gay repreendeu um grupo católico por ter rezado o rosário em reparação do Gay Pride de Malta.

De acordo com ChurchMilitant.com (29 de abril), Muscat foi considerado culpado por uma corte maltesa, em 2012, por ter hackeado ciberneticamente o computador do seu ex-amante. Muscat é um ex-seminarista da arquidiocese de Malta.

Seu atual parceiro desempenha a função de fotógrafo, tirando fotos de Muscat durante as liturgias.

Em 2018, o arcebispo Scicluna liderou duas procissões na basílica, enquanto Muscat caminhava logo à sua frente.

Fotografia: Charles Scicluna, #newsRjfkagzuqo