Clicks117
pt.news

L'Osservatore Romano propõe paganismo no lugar de "doutrina rígida"

O L'Osservatore Romano, do Vaticano, que se transformou em raivosamente anticatólico, publicou uma entrevista de 11 de setembro com o propagandista-Amazônico colombiano Alfredo Ferro Medina, que também é um jesuíta.

Ferro é o coordenador de um enigmático "Serviço Jesuíta Pan-Amazônico". A entrevista foi conduzida por Marcelo Figueroa, o editor protestante do L'Osservatore Romano argentino.

Para Ferro, um dos desafios mais importantes da Igreja é como implementar a "evangelização". No entanto, ele entende "evangelização" não como proclamar o Evangelho, mas como engajar em um diálogo "intercultural e interreligioso" [por uma questão de "diálogo"].

Ele decreta que "os tempos terminaram" quando alguém podia “se dar ao luxo de ter padrões mentais moldados por uma doutrina rígida”. Por "doutrina rígida", Ferro quer dizer Fé Católica. Naturalmente, paganismo, socialismo, propaganda gay e ambientalismo não são, para ele, "doutrinas rígidas".

Ferro segue reclamando que "nós" insistimos em "Ritos Ocidentais" [embora eles tenham sido destruídos décadas atrás] e não consideramos "os símbolos e celebrações dos índios". A expressão entre aspas é um eufemismo para paganismo.

Francisco irá acompanhar de perto o Sínodo Pan-Amazônico, prevê Ferro, porque ele deseja "encorajar as mudanças e transformações da Igreja Amazônica", que "necessariamente" terão repercussões na própria Igreja universal.

#newsNksronvphi