Clicks18
jamacor

Justiça da Austrália anula pena imposta ao cardeal Pell, acusado de abuso sexual de menores

Justiça da Austrália anula pena imposta ao cardeal Pell, acusado de abuso sexual de menores

Com a decisão, o ex-chefe das finanças do Vaticano deve deixar a prisão. Ele era acusado de abusar sexualmente de meninos que participavam de um coral de Melbourne.

Por G1
06/04/2020 21h30 Atualizado há 7 horas

O cardeal australiano George Pell, encarregado de Finanças do Vaticano, em foto de 2017 — Foto: Gregorio Borgia/AP

A Alta Corte da Austrália aceitou o recurso da defesa do cardeal George Pell, acusado de abuso sexual de menores. Por unanimidade, os sete juízes do mais alto tribunal australiano decidiram nesta terça-feira (7) (horário local) absolver de todas as acusações o religioso, ex-chefe das finanças do Vaticano.

Com a decisão, o cardeal Pell deverá ser solto. Segundo a agência Reuters, os juízes entenderam que poderiam aplicar o benefício da dúvida em favor do clérigo.

Cardeal George Pell, condenado por abusos sexuais contra menores — Foto: AAP Image/Erik Anderson/via Reuters

Pell, antigo número 3 da hierarquia do Vaticano, foi condenado a 6 anos de prisão no ano passado. Ele é acusado de abusar de dois garotos na década de 1990 em Melbourne. As vítimas participavam do coral da Catedral St. Patrick, em Melbourne, sul da Austrália.

O cardeal foi prefeito da secretaria de Assuntos Econômicos e o eclesiástico de maior graduação já acusado de abuso sexual. Ele foi arcebispo de Melbourne entre 1996 e 2001 e depois se tornou arcebispo de Sydney até 2014, quando foi para o Vaticano, convocado pelo Papa Francisco para administrar as finanças da Igreja Católica.
g1.globo.com/…/justica-da-aust…