Clicks112
pt.news

O cardeal não foi "edificante" o suficiente

Julian Arroyo Pomeda, filósofo de Madri, acusou o cardeal Omella de Barcelona no ElPeriodico.com (1º de agosto) de não ter “edificado” quando desafiou regras absurdas em decorrência do coronavírus enquanto presidia uma Eucaristia na Sagrada Família de Barcelona.

Arroyo pertence àqueles que amam acusar a Igreja de ser "legalista" e "de mente estreita", mas quando isso lhes convém, eles insistem na lei.

A Igreja "não respeitou a norma estabelecida" - reclama. Omella enfatizou que o governo permite que turistas entrem na igreja, mas não os fiéis. Arroyo quer ver "se o cardeal deve seguir as ordens, como todo mundo" [exceto os turistas].

"As regras estabelecidas não são mais válidas aqui?" - questiona Arroyo ingenuamente, como se a lei fosse a mesma para todos. O governo catalão ordenou um processo disciplinar contra Omella.

Fotografia: Juan José Omella, #newsMfyzttxgdr