pt.news
285

EUA: mal satânico finalmente derrubado

Em 24 de junho, Festa do Sagrado Coração, a Suprema Corte dos EUA revogou, com uma decisão de 6 a 3 em Roe v. Wade, a decisão assassina que introduziu o aborto nos EUA.

O juiz Samuel Alito redigiu a opinião majoritária. O caso de Mississippi conhecido como Dobbs v. Jackson Women's Health Organization foi a ocasião para isso. Desde 1973, Roe “permitiu” o aborto durante os dois primeiros trimestres de gravidez.

Como resultado dessa decisão, espera-se que quase metade dos estados dos EUA proíbam ou restrinjam severamente o aborto. O Missouri se tornou o primeiro estado a acabar com o aborto momentos após a decisão da Suprema Corte.

O Departamento de Segurança Interna vem se comunicando há dias com igrejas católicas e centros de gravidez, dizendo-lhes para estarem preparados para uma "Noite de Fúria" por grupos criminosos pró-aborto que prometeram "violência extrema".

Paróquias em todos os EUA elaboraram planos de segurança.

Fotografia: © American Life League, CC BY-NC, #newsWaymnrlzfg