Clicks232
pt.news

Assassino condenado professou votos na prisão

Luigi, de 40 anos, que recebeu uma sentença de 30 anos por assassinato e agora vive em uma prisão, professou seus votos privados de pobreza, castidade e obediência no sábado, na presença de bispo da Reggio Emilia, Massimo Camisasca.

Camisasca disse a Avvenire, o diário gay dos bispos italianos, que Luigi era um coroinha que queria ser padre. Seus amigos costumavam chamá-lo de "Dom Luigi" [Padre Aloysius].

Então, álcool, cocaína e violência arruinaram sua vida. Sob a influência das drogas, ele matou um homem.

Na prisão, ele se converteu, tornou-se leitor na missa e começou a orar e estudar. No ano passado, ele começou a se corresponder com o bispo Camisasca.

Fotografia: © Steve Mays, CC BY, #newsHcirjhakdu