Clicks183
pt.news

Igrejas estão sendo invadidas novamente na Polônia

Depois que o Tribunal Constitucional polonês fez uma lei melhor contra o aborto, extremistas de esquerda usaram isso como desculpa para invadir igrejas como durante o regime comunista derrubado.

Seus slogans de ódio: "Inferno para as mulheres", "Igreja mata mulheres", "F***-se o clero". Os crentes vigiavam as entradas das igrejas. Um parlamentar de esquerda participou dos ataques.

Em Toruń (Saint Jacob), os criminosos reivindicaram o direito de matar crianças. Em Poznan (Pedro e Paulo), eles apareceram com símbolos nazistas. O padre não conseguiu terminar a missa. Em Katowice (Catedral), os crentes conseguiram evitar um incêndio criminoso.

O monumento a João Paulo II em Varsóvia foi manchado e o de Poznan, devastado. A polícia teve que usar gás lacrimogêneo.

Na noite de segunda-feira, os criminosos atiraram em crentes em Varsóvia (São Alexandre) com garrafas, pedras e objetos pontiagudos, causando vítimas. Bandidos profissionais bloquearam uma ambulância.

A lei criminal polonesa prevê pena de até dois anos de prisão por profanação de igrejas e perturbação de missas.

#newsYavioeegoe