Clicks183
pt.news

Vacinas e aborto: o Vaticano dos pobres flerta com os ricos

O Vaticano anunciou que a Quinta Conferência Internacional de Saúde, intitulada “Explorando a Mente, o Corpo e a Alma”, será realizada on-line de 6 a 8 de maio.

A conferência é sobre enigmáticos “novos sistemas de entrega” para melhorar a saúde humana. Os palestrantes incluem:

• Stéphane Bancel, CEO da Moderna, bilionário
• Alberto Bourla, CEO da Pfizer, milionário
• Anthony Fauci, guru estadunidense do coronavírus, salário de 2019: US$ 417.608
• Chelsea Clinton, filha do ex-presidente estadunidense Clinton, ativista do aborto, patrimônio líquido: US$ 30 milhões
• David Feinberg, chefe da Google Health, uma empresa oligarca que espiona seus usuários, censura conteúdo, atende ao regime dos Estados Unidos e se envolve em evasão fiscal.

O Vaticano chama as vacinas contaminadas por aborto de Moderna e Pfizer de "imorais", mas isso não significa nada, já que o Vaticano as "permite" de qualquer maneira.

A conferência é promovida com uma paródia da Criação de Adão, de Michelangelo, pintada em 1512, que está no teto da Capela Sistina.

Em 2018, o Vaticano convidou Katy Perry para a Quarta Conferência Internacional de Saúde, uma propagandista do aborto e do homossexualismo, que falou sobre a "meditação transcendental".

Tendo perdido o interesse por Deus, o Vaticano agora flerta com o mundo.

#newsBthsfrkelw