Como a esposa viu um santo falando com Deus sobre uma mulher que havia sido terrivelmente afligida pelo demônio e que depois se converteu graças às orações da gloriosa Virgem. A esposa viu que um dos …More
Como a esposa viu um santo falando com Deus sobre uma mulher que havia sido terrivelmente afligida pelo demônio e que depois se converteu graças às orações da gloriosa Virgem.

A esposa viu que um dos santos dizia a Deus:

"Porque o demônio está afligindo a alma desta mulher que tu redimiste com teu sangue?

O demônio contestou de imediato dizendo: "Porque é minha por direito."

E o Senhor disse: "Com que direito é tua?"
O demônio lhe respondeu: "Há disse dois caminhos. Um que conduz ao Céu e outro ao inferno. Quando ela se viu frente a esses dois caminhos, sua consciência e razão lhe disseram que escolhesse meu caminho.
Como tinha livre vontade para escolher o caminho de seu agrado, pensou que seria mais vantajoso dirigir sua vontade para o pecado, e assim, começou a caminhar por minha trilha. Depois, a enganei com três vícios: a gula, a cobiça pelo dinheiro e a luxúria.

Agora habito em seu ventre e em sua natureza. Tenho-a presa por cinco mãos. Com uma mão lhe fecho os olhos para que não veja coisas espirituais.
Com a segunda, sujeito suas mãos de forma que não possa fazer nenhuma boa obra. Com a terceira lhe sustenho os pés, de maneira que não caminhe para a bondade. "Com a quarta, sujeito seu intelecto para que não se envergonhe de pecar e, com a quinta lhe prendo o coração para que não sinta contrição".

A bendita Virgem Maria disse então a seu Filho: "Filho meu, faça com que ele diga a verdade sobre o que eu quero lhe perguntar."

O Filho respondeu: "Tu és minha Mãe, és a Rainha do Céu, és a Mãe da misericórdia, o consolo das almas do purgatório, a alegria dos que peregrinam pelo mundo. És a Soberana dos anjos, a criatura mais excelente diante de Deus. Também és Soberana sobre o demônio. Ordena tu mesma a este demônio, Mãe, e ele te dirá o que quiseres".

A bendita Virgem perguntou então ao demônio: "Diga-me, Satanás, que intenção tinha aquela mulher antes de entrar na Igreja"?

Satanás lhe respondeu: "Tomou a resolução de não voltar a pecar".

E a Virgem Maria lhe disse: "Embora sua intenção anterior a conduzisse ao inferno, diga-me, em que direção aponta sua atual intenção de afastar-se do pecado?"

O demônio lhe respondeu com raiva: "A intenção de abster-se de pecar a conduz para o Céu".

A Virgem Maria disse: "Como tu entendeste que era teu direito afastá-la do caminho da Santa Igreja devido a sua intenção anterior, agora é questão de justiça que deve ser conduzida de volta a Igreja, dada sua presente intenção.
Agora demônio, vou te fazer outra pergunta: Diga-me, que intenção tem em seu atual estado de consciência?"

O demônio lhe respondeu: "Em sua mente está terrivelmente contrita e arrependida, chora por tudo o que fez. Decidiu nunca mais cometer pecados semelhantes e emendar-se em tudo o que possa".

A Virgem, então, perguntou ao demônio: "Poderia dizer-me se os três pecados de luxúria, gula e cobiça podem existir em um coração junto às suas três boas resoluções de contrição, arrependimento e propósito de emenda?"

O demônio respondeu: "Não".

E a bendita Virgem disse: "Me dirás então, quais têm que retroceder e sair de seu coração, as três virtudes ou os três vícios, que, segundo tu, não podem ocupar o mesmo lugar ao mesmo tempo?"

O demônio replicou: "Digo que os pecados".

E a Virgem falou: "O caminho do inferno está então fechado para ela e o caminho do Céu está aberto".
De novo, a bendita Virgem Maria inquiriu ao demônio: "Diga-me, se um ladrão arrombar as portas da esposa e quiser violá-la, que teria que fazer o Esposo?"

Satanás respondeu: "Se o Esposo é bom e valente, deve defendê-la arriscando sua vida por ela."

Então, a Virgem disse: "Tu és o ladrão malvado. Esta alma é a esposa de meu Filho, que a redimiu com seu próprio sangue. Tu a corrompeste e a atacaste à força.

Portanto, e posto que meu Filho é o Esposo de sua alma e Senhor sobre ti, retira-te de sua presença".

EXPLICAÇÃO:

Esta mulher era uma prostituta, que depois de arrepender-se quis voltar ao mundo porque o demônio a molestava dia e noite, tanto que visivelmente pressionava seus olhos e, diante de muitos, a arrastava fora de sua cama.
Então, na presença de testemunhas fiéis, a santa dona Brígida disse abertamente: "Saia, demônio, tens já vexado bastante a esta criatura de Deus". Depois de dizer isso, a mulher se aquietou por meia hora, com os olhos fixos no solo e, depois se levantou e disse: "Na verdade eu vi o demônio em uma forma abominável saindo pela janela e ouvi sua voz que me dizia: "Mulher, verdadeiramente estás livre". Desde esse momento, esta mulher, venceu toda impaciência, cessaram seus sórdidos pensamentos e veio a descansar em uma boa morte.

- Palavras de Jesus Cristo a Santa Brígida da Suécia. audiobook