pt.news
166

A mesma seita novamente: 125 sacerdotes e professores de religião alemães se autodenominam "homossexuais"

125 funcionários pagos da igreja alemã, incluindo padres, professores e administradores da igreja, se rotularam como “homossexuais”.

Eles chamam seu golpe de mídia “OutInChurch. Por uma Igreja sem medo” - como se os homossexuais não fossem a classe privilegiada da atual sociedade e igreja decadentes.

Os signatários difamam o ensinamento católico sobre a homossexualidade compartilhado com toda a humanidade como "difamatório" e querem cancelá-lo. Além disso, eles pedem "pleno acesso a todos os campos de atividade e ocupação na Igreja sem discriminação" - enquanto, na realidade, as famílias normais são discriminadas.

A iniciativa é um acompanhamento feito pelos mesmos círculos que organizaram as “bênçãos” homossexuais de maio de 2021.

De acordo com a Sagrada Escritura, Deus não criou "homossexuais". As tentações homossexuais são um distúrbio sexual. Colocá-las em prática é um pecado. O ex-homossexual Joseph Sciambra testemunhou que assistir a pornografia o seduziu para isso e que estudos confirmam que cerca de 50% dos homens homossexuais sofrem desse distúrbio por terem sofrido abusos homossexuais.

Fotografia: © mendolus shank, flickr, CC BY-ND, #newsNvybxmjsnc