Clicks164
pt.news

Francisco diz que sua "fé" precisa de dúvidas

Em outro livro de entrevista, Francisco se revelou um seguidor da crença errônea de que "uma fé sem dúvidas não pode avançar".

A entrevista foi produzida por um seu amigo, o padre Marco Pozza, e parcialmente publicada no site de notícias Corriere.it (28 de fevereiro).

Em contraste com Francisco, a doutrina católica expressa no Catecismo de Trento explica que “a fé deve excluir todas as dúvidas”. Tiago 1:6 compara aquele que duvida "às ondas do mar, impelidas e agitadas pelo vento".

A fonte do erro de Francisco é uma confusão entre as “dúvidas” e a “experiência” de ser abandonado por Deus, que também pode ser encontrada na vida dos santos.

Com base nessa confusão, Francisco acredita que um cristão que nunca passou por dúvidas "carece" de algo: “Uma fé sem essas provações me leva a duvidar que seja a verdadeira fé”. Esta declaração não é corroborada nem pela Bíblia nem por autores espirituais sérios.

Por outro lado, Francisco chama o Dilúvio de "ira de Deus", usando assim um conceito que os teólogos de Francisco abominariam. Ele adverte contra não cuidar da criação, o que poderia resultar em outro “dilúvio”, embora Deus diga em Gênesis 9:11 que não haverá um segundo dilúvio.

Fotografia: Marco Pozza © Vatican Media, #newsLbykejgqxd