Clicks93
pt.news

Francisco pede "governança global" e "vacinas para todos"

Francisco surgiu com a ideia de uma "dívida ecológica" que existe "entre o norte e o sul globais", em uma carta de 8 de abril aos participantes de uma reunião de financiadores do Grupo Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional.

Ambas as instituições são dominadas pelo sistema oligárquico dos Estados Unidos. “Estamos, de fato, em dívida com a própria natureza”, filosofa Francisco. Segundo ele, os países desenvolvidos devem limitar o consumo de energia não renovável e pagar programas de desenvolvimento sustentável aos países mais pobres.

Francisco pediu, à luz da Covid-19, um "plano global" para "criar novas ou regenerar instituições existentes, particularmente aquelas de governança global", para promover o desenvolvimento humano.

Ele reiterou seu apelo aos líderes governamentais para fornecer "vacinas para todos".

Francisco não tem competência nesses campos e suas declarações gerais pouco ajudam. De acordo com o princípio da subsidiariedade, ele deve deixar essas questões para os outros e se concentrar no seu dever e na sua própria Igreja decrépita.

Fotografia: © Mazur, CC BY-NC-ND, #newsAagysapvfa