Clicks154
pt.news

Tanzânia católica: não há necessidade de vacinas contra a Covid-19

A ministra da saúde da Tanzânia, Dorothy Gwajima, anunciou em 1º de fevereiro que o país não precisa de vacinas e “não tem planos de recebê-las”.

A Tanzânia tem 60 milhões de pessoas. Todas as vacinas devem receber aprovação ministerial. Gwajima explicou que a Tanzânia é segura, encorajando as pessoas a comer alimentos saudáveis, melhorar as práticas de higiene, usar desinfetantes e inalar vapor.

Dias antes, o presidente católico John Magufuli chamou as vacinas de perigosas e desnecessárias, dizendo que “Deus protegerá” a nação.

Em março, Magufuli decidiu NÃO fechar as igrejas. Ele incentivou as pessoas a trabalharem e frequentar locais de culto.

A Tanzânia é um dos únicos três países em todo o mundo que não participam da histeria da Covid-19 e não divulgam "dados de infecção". Os outros são Turcomenistão e Coreia do Norte. A Wikipédia dos oligarcas agora acusa a Tanzânia de "negar a Covid-19".

Fotografia: Dorothy Gwajima, #newsByruaesmks