Clicks191
pt.news

O estranho pano de fundo de por que Francisco tirou o cardeal Sodano

13 de dezembro foi o dia do 50º aniversário de sacerdócio do Papa Francisco.

Algumas semanas antes, o cardeal Angelo Sodano, de 92 anos, como Decano do Colégio de Cardeais, sugeriu que Francisco celebrasse esse dia com uma missa junto com os cardeais residentes em Roma, escreve Sandro Magister (21 de dezembro).

Francisco, porém, disse não.

Sodano não desistiu. Ele enviou o sub-decano, cardeal Re, de 85 anos, e Francisco aceitou.

Entretanto, a missa aconteceu em total segredo. Os meios de comunicação do Vaticano não publicaram notícias ou fotografias. Magister escreve que essa foi uma ordem estrita de Francisco.

O habitualmente loquaz Francisco não pregou, nem disse uma palavra antes ou depois da missa. Não se permitiu que Sodano o cumprimentasse. O endereço foi publicado apenas na parte da tarde.

Após a missa, Francisco rápida e friamente cumprimentou os cardeais um a um e se mandou.

Oito dias depois, em 21 de dezembro, Francisco publicou um Motu Proprio retirando Sodano como decano do Colégio de Cardeais.

Fotografia: Angelo Sodano © CTV, wikicommons, CC BY-SA, #newsKbulcrwbel