Join Gloria’s Christmas Campaign. Donate now!
Clicks145
pt.news
1

Escândalo vaticano: Agora o acusado fala

O diário italiano IlMessaggero.it apresentou o recente escândalo financeiro do Vaticano como uma "luta de poder" entre o Banco do Vaticano e a Secretaria de Estado.

É evidente que IlMessaggero.it foi alimentado com informações pela Secretaria de Estado.

A questão começou quando o vice-secretário de Estado, Edgar Peña Parra, pediu 150 milhões de euros ao Banco do Vaticano para reembolsar um empréstimo feito para uma luxuosa propriedade em Londres.

Gian Franco Mammì, o diretor geral do Banco do Vaticano, recusou. Segundo ele, entrar em transações imobiliárias não é negócio da Secretaria de Estado. Ele considera isso um abuso do óbolo de São Pedro, uma grande fonte de renda desse dicastério.

Portanto, Mammì informou Francisco, com quem ele tem uma excelente relação, e recebeu a permissão de denunciar ante a polícia do Vaticano. É provável que Francisco não tenha entendido o problema plenamente.

No entanto, segundo IlMessaggero.it, há uma história de pando de fundo: Mammì está bravo com a Secretaria de Estado, porque quase 80% do seu enorme patrimônio não é mantido com o seu banco, mas com Credit Suisse.

Fotografia: © Mazur, CC BY-NC-SA, #newsHfwajnnlfo
O banco do Vaticano é a Coroa de Espinhos do papa.