Join Gloria’s Christmas Campaign. Donate now!
Clicks229
pt.news

"Reformas" fracassadas de Francisco: mais um escândalo financeiro no Vaticano

Cinco membros da equipe do Vaticano foram suspensos do trabalho na manhã de 2 de outubro, de acordo com um documento da polícia do Vaticano, publicado pela revista italiana Espresso. Eles são:

• Monsenhor Mauro Carlino, que no mês passado foi nomeado chefe do Gabinete de Informação e Documentação da Secretaria do Estado. Ele mora com Francisco, no Domus Sanctae Marthae.

• Tommaso di Ruzza, de 44 anos, o diretor da Autoridade de Informação Financeira do Vaticano, que luta contra a lavagem de dinheiro. Ele é genro do ex-governador do Banco Central Italiano, Antonio Fazio, e trabalha para o Vaticano desde 2005.

• Vincenzo Mauriello e Fabrizio Tirabassi, dois oficiais de alto escalão na Secretaria de Estado do Vaticano.

• Caterina Sansone, uma oficial administrativa do mesmo organismo.

Eles não estão autorizados a entrar no Vaticano. A investigação diz respeito a uma propriedade da Santa Sé em Londres (inglês) e à administração do Óbolo de São Pedro.

As suspensões estão conectadas com raids policiais de 1º de outubro no Vaticano (inglês).

Fotografia: © Mazur, CC BY-NC-SA, #newsWerhgwsopz