pt.news
1286

Ladaria sobre Sínodo Alemão: "Tudo deve ser mudado"

O Sínodo alemão considera a moral sexual católica "irredimível", observou o cardeal Ladaria, prefeito da CDF, durante a visita Ad Limina dos bispos alemães (VaticanNews.va, 24 de novembro): "Tudo deve ser mudado".

Ele proclamou aos alemães o truísmo de que a sexualidade humana "não está isenta de ambivalência" e expressou o desejo de que seu Sínodo tivesse mais confiança na "visão" sobre a sexualidade que o [decadente] Magistério havia desenvolvido "nas últimas décadas".

Em termos hiperbólicos, afirmou que a preservação do "caráter constitutivo do homem, receptor e transmissor da vida" era uma das grandes "tarefas proféticas" dos fiéis neste tempo de "comercialização progressiva da existência humana".

O Sínodo, disse ele, apresenta a Igreja "como uma organização estruturalmente abusiva" que "deve ser colocada sob o controle de superintendentes o mais rápido possível" e acredita que a dignidade da mulher na Igreja "não é respeitada" porque Cristo reservou o sacerdócio para os homens.

Ao fazer isso, o Sínodo esquece o que o Vaticano II diz sobre os bispos e a sucessão apostólica.

Não é possível igualar a tarefa “delicada e decisiva” dos bispos na Igreja com outros ofícios da Igreja, por exemplo, os de “teólogos” e “especialistas” em outras ciências, observou Ladaria.

Fotografia: Ad-Limina © Pressefoto, Deutsche Bischofskonferenz, #newsWkwinxbono

Rafael Arruda Nobre shares this
135
Maria Lindinalva Soares
Só que Deus não muda.