Clicks299
pt.news

Orbán apresentou a Francisco uma carta sobre a invasão muçulmana

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, deu a Francisco, durante seu encontro de 12 de setembro em Budapeste, a carta do rei Béla IV da Hungria (+1270) a Inocêncio IV.

Béla alertou o papa em 1250 sobre a invasão tártaro-mongol, que clamava pela unidade das nações católicas. Ele foi ignorado. 35 anos depois, a Hungria rechaçou os tártaros com grande derramamento de sangue.

Enquanto Orbán se referia implicitamente à contínua invasão muçulmana à Europa, Francisco pediu em sua visita de apenas sete horas que estendesse os braços a todos - exceto aos católicos de Rito Romano, é claro.

Várias agências de notícias notaram que Francisco e Orbán ocuparam seus assentos a vários metros de distância, uma distância de segurança generosa, mas necessária, já que Orbán é cristão e Francisco, um conformista.

#newsLudfgmuxka