Clicks207
pt.news

Francisco interpreta Assis 3.0: Slogans e declarações falsas

Francisco conduziu uma oração ecumênica pela "paz" na Basílica de Santa Maria in Aracoeli, em Roma, no dia 20 de outubro, usando pela primeira vez uma máscara em público.

O fundador da Comunidade Sant’Egidio, Andrea Riccardi, usava uma máscara com o nariz descoberto, o que torna as máscaras ainda mais inúteis.

De acordo com VaticanNews.va, uma oração budista foi realizada simultaneamente em uma igreja católica e uma oração sikh em um convento franciscano.

O presidente do Conselho da Igreja Protestante na Alemanha, Heinrich Bedford-Strohm, famoso por ter removido uma cruz peitoral junto com o cardeal Marx de Munique em Jerusalém em 2016, aproveitou o encontro para pressionar pela Comunhão protestante. Usando excessivamente o "eu", ele insistiu que uma "unidade à mesa do Senhor em minha vida é meu sonho pessoal". Seria suficiente para ele se tornar um católico para ter seu suposto desejo realizado.

Citando Bento XVI, Francisco disse que “a Cruz nos torna irmãos e irmãs”. No final, ele concedeu uma bênção aleijada pela qual ele apenas abençoou a si mesmo (vídeo abaixo).

A parte ecumênica foi seguida por uma oração inter-religiosa em um palco ao ar livre. Um representante Sikh contradisse a declaração de Francisco sobre a Cruz, dizendo que "a religião mais elevada é cultivar a fraternidade universal".

O discurso de Francisco continha seus jargões habituais e incluía declarações sem sentido como "os problemas de um são os problemas de todos" ou "ninguém se salva sozinho; só podemos ser salvos juntos”.

#newsPwuokxjotr