Clicks89
Diego Santos

Esquete – Você se arrependeu mesmo

O arrependimento genuíno não se refere a boas ações externas

Muitos crentes pensam que, se não atacamos outros, amaldiçoamos outros ou tiramos proveito dos outros, e também abandonamos, gastamos, trabalhamos, trabalhamos, isso é genuíno arrependimento. Quando o Senhor retornar, podemos ser arrebatados para o reino celestial. Esse ponto de vista está alinhado com a vontade de Deus? De fato, abandonamos e gastamos com Deus; no entanto, quando algo é incompatível com nossas noções, nós ainda podemos entender Deus, reclamar contra Deus e resistir a Deus. Então, esse é o verdadeiro arrependimento? A que se refere o arrependimento genuíno?
Deus Todo-Poderoso diz: "A maioria das pessoas põe ênfase especial no comportamento em sua crença em Deus e, como resultado disso, ocorrem mudanças em seu comportamento. Depois de acreditar em Deus, elas param de lutar com os outros, elas param de brigar com as pessoas e insultá-las, elas param de fumar e beber, elas não roubam nenhuma propriedade pública — nem que seja só um prego ou uma tábua de madeira — e elas chegam ao ponto de não ir aos tribunais quando sofrem perdas ou são injustiçadas. Sem dúvida, algumas mudanças ocorrem em seu comportamento. " "Uma transformação no caráter refere-se principalmente a uma transformação na natureza das pessoas. As coisas da natureza de uma pessoa não podem ser vistas a partir de comportamentos exteriores; estão diretamente relacionadas ao valor e ao significado da existência delas. O que significa dizer que elas envolvem diretamente as perspectivas de vida e os valores de uma pessoa, as coisas no fundo de sua alma e a sua essência. Alguém que é incapaz de aceitar a verdade não terá transformação nesses aspectos. Somente por experimentar a obra de Deus, entrar plenamente na verdade, mudar seus valores e suas perspectivas sobre existência e vida, alinhar seus pontos de vista com os de Deus e se tornar capaz de submeter-se e ser devoto completamente a Deus, pode-se dizer que seu caráter mudou." Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Pelas palavras de Deus, fica claro que o arrependimento genuíno não se refere a ser capaz de trabalhar, abandonar e gastar por Deus, e isso não significa exteriormente parecer piedoso ou fazer boas ações. Refere-se à transformação da disposição. Quando experimentamos a obra de Deus, podemos conhecer a verdade de nossa própria corrupção por Satanás, vendo como somos feios e desprezíveis quando vivemos de nossas disposições corruptas, desenvolvendo genuína aversão a nossa natureza satânica, dispostos a abandonar nossa carne e viver baseado nas palavras de Deus. Não importa em que tipo de ambiente estamos, não resistimos e nos rebelamos contra Deus, mas podemos obedecer a Deus e ser compatíveis com Deus. Este é o significado do arrependimento genuíno.
Então, como podemos obter arrependimento genuíno e ser salvos no reino de Deus? O caminho da prática está no seguinte esquema…

Esquete – Você se arrependeu mesmo

No passado, Zhang Ming’en tinha sido pregador numa igreja doméstica. Ele acreditou no Senhor por muitos anos, e durante todo esse tempo ele pregava, trabalhava, sofria e se despendia pelo Senhor. Assim, acreditava que tinha alcançado um arrependimento e uma mudança genuínos. Mas, numa eleição da igreja, Zhang Ming’en viu como outros irmãos e irmãs eram escolhidos como líderes de igreja e diáconos, enquanto lhe deram a tarefa de hospedar reuniões. Embora externamente ele parecesse aceitar e se submeter, ele ficou muito infeliz com aquilo. Quando sua esposa afirma que ele não se arrependeu e mudou com sinceridade, Zhang Ming’en não se convence, e segue então um debate brilhante… O que, exatamente, são arrependimento e mudança genuínos? Assista ao esquete "Você se arrependeu mesmo?" para descobrir as respostas.

Fonte de vídeo: Igreja de Deus Todo-Poderoso