Clicks142
pt.news

Errado? Parlamentar brasileiro: Francisco é "vagabundo", não liga para as almas

O deputado estadual de São Paulo Frederico Braun D’Ávila, partidário do presidente Jair Bolsonaro, judeu praticante e apoiador do regime do apartheid israelense, criticou Francisco e os bispos brasileiros durante uma sessão legislativa de 14 de outubro.

Ele atacou o arcebispo de Aparecida Orlando Brandes, que havia criticado a postura pró-armas de Bolsonaro, acusando-o de divulgar "notícias falsas".

"Sua Conferência Episcopal Brasileira' travessa", disse D'Ávila, chamando os bispos de "canalhas", "vagabundos" e "patifes" que se submetem "a este papa vagabundo".

Acusando os bispos de Francisco de “proselitismo político”, de serem mentirosos, de divulgar notícias falsas e chamando-os de “pedófilos desavergonhados”, ele notou que “a última coisa de que se cuida é o espírito, o bem-estar e o conforto das almas das pessoas”.

Para D'Ávila, os bispos brasileiros são "um câncer que precisa ser extirpado do Brasil". Depois de dizer o que precisava dizer, ele "se retraiu".

#newsVsxmmobsgn