Cardeal Burke: Situação apocalíptica na Igreja, causada pelo clero

Vivemos em tempos muito preocupantes que, por vezes, parecem apocalípticos, afirmou o Cardeal Burke num discurso proferido a 18 de maio perante a turma de 2024 do Thomas Aquinas College, em Massachusetts.

A rebelião contra Deus, a revolução contra a Sua verdade e amor que nos foi transmitida pela Igreja, atingiu níveis inimagináveis, explicou o prelado.

A atual rebelião não é apenas contra a fé, mas também contra a razão: "Estamos a testemunhar no mundo a negação da nossa própria natureza, tal como Deus nos criou".

E: "Além disso, a rebelião e a revolução são apoiadas por alguns dentro da Igreja, mesmo por alguns que são chamados e ordenados para apascentar o rebanho [= Francisco]".

O cardeal aponta o sínodo alemão como exemplo, acrescentando que as actuais sessões do ex-sínodo romano ameaçam espalhar a mesma devastação na Igreja universal.

Para o Cardeal Burke, a situação atual da Igreja é "sem precedentes na história da Igreja". Ele encoraja a confiança na Palavra de Cristo e nas Suas promessas sobre a Igreja: "Se negarmos Cristo a atuar na Igreja, nada mais na vida faz sentido."

Imagem: ThomasAquinas.edu, Tradução de IA