Clicks181
pt.news

Vaticano ordena que novamente que o amigo de Francisco VÁ EMBORA

O Vaticano emitiu um ultimato para Enzo Bianchi, fundador da comunidade anticatólica de Bose, no norte da Itália, deixar o local dentro de uma semana.

O decreto de 8 de fevereiro, publicado em Avvenire.it, é assinado pelo Pontifício Delegado, Pe. Amedeo Cencini.

Bianchi foi obrigado a se mudar para Cellole di San Gimignano, outra casa da comunidade. Lá, Bianchi tem que viver com três ou quatro outros membros problemáticos da comunidade. Eles serão considerados monges, mas “extra domum” [= fora da comunidade] e não estão autorizados a se intitularem membros da Comunidade de Bose.

As razões para esta medida relativamente severa são chamadas de "graves", mas mantidas "confidenciais". Já em maio de 2020 o delegado pedira a Bianchi que deixasse a comunidade dentro de dez dias. Ele concordou, mas permaneceu em seu "eremitério" pessoal em Bose, sem manter contato com a comunidade.

O clima na comunidade ainda é marcado pela frustração, perplexidade e decepção. Durante um período, boatos diziam que Francisco queria fazer de Bianchi um "cardeal-leigo".

Fotografia: Enzo Bianchi, © Niccolò Caranti, CC BY-SA, #newsKjaxoaenaj