pt.news
576

Müller: "do lado" de Francisco, mas ninguém pode justificar atos homossexuais

"Ninguém no mundo" pode entender que Francisco está tornando o pró-homosexual McElroy de San Diego cardeal em agosto, disse o cardeal Gerhard Müller a LifeSiteNews.com (22 de junho).

Müller disse que está "absolutamente do lado" de Francisco, "MAS isso não significa que eu tenha que justificar tudo o que está acontecendo", como a promoção do ativista homossexualista James Martin por parte de Francisco.

Para o cardeal, é "absolutamente claro" que ninguém pode mudar a doutrina de que o comportamento homossexual é um pecado grave, assim como todas as formas de sexualidade fora do matrimônio.

Martin não pode mudar isso com networking ou propaganda, diz Müller: “O que ele está fazendo é uma heresia. Ninguém pode justificá-lo". Ele desmascara o argumento de "cuidado pastoral" de Martin porque "ninguém está mais perto" dessas pessoas do que Cristo, que não justifica o pecado, mas dá a graça de se converter dessa "abominação".

"O que está errado está errado e o que está certo está certo", insiste Müller. Seu exemplo: "Ninguém pode dizer: 'Tenho tendência ao policasamento ou a dizer que amo não apenas uma mulher, mas cinco'".

Sem ser perguntado, Müller diz que não consegue entender por que o cardeal Zen “não era digno” de ser recebido por Francisco: “Não podemos sacrificá-lo apenas por alguns acordos com esse regime ditatorial na China”.

#newsXeowpakcis