Clicks148
pt.news

Coro da Capela Sistina está com grandes problemas

"Além de sua renúncia, você precisa encontrar um bom advogado", o Papa Francisco teria dito ao sacerdote salesiano Massimo Palombella, diretor do Coral da Capela Sistina, que alguns dias atrás entregou sua renúncia a Francisco.

Michelangelo Nardella, diretor administrativo do coro, também foi suspenso.

O coro é composto por vinte homens e trinta garotos, e canta nas liturgias pontifícias.

De acordo com IlFattoQuotidiano.it (16 de setembro), uma investigação descobriu uma situação de "desintegração total", tanto do ponto de vista econômico quanto profissional.

Palombella e Nardella são suspeitos de lavagem de dinheiro, fraudes agravadas e peculato. Eles operavam, por exemplo, uma conta bancária italiana, onde somas substanciais provenientes das apresentações do coro eram acessíveis a eles.

Palombella está ainda pressionado por suas maneiras agressivas em relação aos meninos do coro, os quais ele supostamente costumava humilhar a ponto de fazê-los chorar.

Em maio do ano passado, ele participou com o coro do controverso desfile nova-iorquino “Heavenly bodies: fashion and the Catholic imagination”.

Monsenhor Marco Frisina, conhecido por suas composições superficiais, deverá suceder Palombella.

Fotografia: © Mazur/catholicnews.org.uk, CC BY-NC-SA, #newsTtyaagolkv