Clicks143
pt.news

Islã: reservas contra a vacina do coronavírus

O Conselho Ulema da Indonésia, o maior país muçulmano do mundo, decidirá se a vacina governamental COVID-19 é permissível (halal) antes do início da vacinação em massa.

O problema: a vacina pode usar uma gelatina à base de suínos como estabilizador. Para os muçulmanos, o consumo de carne de porco é proibido. Em 2018, o Conselho proibiu a vacina contra o sarampo.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, um muçulmano secular que "tem uma queda pela música rock alta", será o primeiro a ser vacinado para aumentar a confiança do público nas vacinas. O país obteve três milhões de doses da vacina chinesa Sinovac.

Fotografia: Joko Widodo, #newsNfdhmcmugx