Clicks130
pt.news

Cartas vazadas: "nenhuma penalidade" para católicos maçons

Kathy Clubb, escritora católica de Melbourne, publicou uma correspondência de duas cartas entre um Grão-Mestre maçom e a Conferência Episcopal Australiana sobre aceitar católicos como membros de seitas maçônicas.

A primeira carta é do Grão-Mestre Stephen Michalak, um "católico" que, em julho de 2016, pediu um caminho para os maçons participarem plenamente da vida sacramental na Igreja.

Michalak recebeu, em julho de 2017, uma resposta (fotografia do artigo) do padre Stephen Hacektt, secretário da Conferência Episcopal Australiana.

Referindo-se a consultas com diferentes comissões episcopais, padre Hackett afirma que a filiação na maçonaria deveria ser lidada a nível da paróquia local.

Ele até escreve que uma – até então desconhecida – "diretiva católica" de 1984 determina que "nenhuma penalidade se aplica à filiação de católicos à ordem maçônica".

Na verdade, a Congregação para a Doutrina da Fé declarou, em 1983, que a maçonaria é incompatível com a fé, e que "nenhuma autoridade eclesiástica local tem a competência para derrogar" os juízos negativos sobre a maçonaria.

#newsDwsvladdep