Clicks71
pt.news

Cardeal Müller: bispos alemães pró-homossexuais "não são normais"

O cardeal Gerhard Müller criticou uma declaração unânime dos bispos alemães de que a homossexualidade é "normal".

Segundo Müller, "normal" seria se os bispos fossem fiéis às suas promessas de consagração e "não ensinassem qualquer coisa que não tenha sido transmitida".

Ele disse a Die-Tagespost.de (11 de dezembro) que os bispos rejeitam como mantra a "discriminação" de homossexuais sem lidar com a questão do que é "discriminação", que critérios se aplicam à "discriminação" e à sua "percepção", e quem tem o direito de definir "discriminação" ao ponto de atribuí-la a consequências legais.

O cardeal ressaltou que os bispos alemães fracassaram em compreender que os tempos mudaram, porque são os atuais críticos da homossexualidade que sofrem discriminação e que são difamados como "pregadores criminosos do ódio", "homofóbicos" e "fariseus".

Fotografia: Reinhard Marx, Gerhard Müller, © Mazur, CC BY-SA, #newsWbtgwfobwi