Clicks312
pt.news
1

Citações do novo livro de Bento XVI: "Pequena exceção do celibato é uma mentira"

Bento XVI e o cardeal Sarah escrevem em seu novo livro sobre o celibato (fonte: LeFigaro.fr):

"Hoje em dia, é fácil afirmar que o celibato seria apenas a consequência de um desprezo pela corporalidade e pela sexualidade: esse julgamento é errôneo".

"Sem renunciar a bens materiais, não pode haver sacerdócio. O chamado para seguir Jesus não é possível sem esse sinal de liberdade e sem renunciar a todos os compromissos. O celibato tem um grande significado, é uma renúncia à vida familiar terrena".

"O celibato sacerdotal corretamente entendido é uma libertação, embora às vezes seja uma provação. Permite ao sacerdote estabelecer-se em toda a coerência em sua identidade como noivo da Igreja".

"A ordenação de homens casados, mesmo que fossem diáconos permanentes, não é uma exceção, mas uma brecha, uma ferida na coerência do sacerdócio. Falar de uma exceção seria um abuso de linguagem ou uma mentira".

"É urgente e necessário que todos - bispos, sacerdotes e leigos - não deixem de se impressionar com argumentos ruins, encenações teatrais, mentiras diabólicas e erros da moda que desejam desvalorizar o celibato sacerdotal".

"A possibilidade de ordenar homens casados representaria uma catástrofe pastoral, uma confusão eclesiológica e um obscurecimento da compreensão do sacerdócio"

#newsDdainuisiw