Clicks110
pt.news

Mais detalhes sobre sacerdotes assassinados

O reverendo Hovsep Bidoyan e seu pai, ambos sacerdotes católicos armênios, foram mortos a tiros em 11 de novembro em Qamishli, na fronteira com a Turquia, por dois criminosos que estavam em motocicletas, armados com metralhadoras, segundo um padre católico da Armênia que falou com Gloria.tv.

O crime ocorreu quando eles queriam ver o progresso da restauração de uma igreja danificada.

Eles avisaram o bispo dos perigos da visita. Mas o bispo insistiu em obediência e nem sequer permitiu que os soldados os acompanhassem. O chamado EI assumiu a responsabilidade pelo crime.

Após a libertação da área pelo exército sírio, muitos membros desse grupo, que foram canalizados para o país pelos EUA e seu aliados, ficaram.

Fotografia: Hovsep Bidoyan, © Aid to the Church in Need, #newsAumdmxbnxv