Clicks149
pt.news

Desobediência! Wojtyła ordenou sacerdotes secretamente

O cardeal Wojtyła de Cracóvia e seu bispo auxiliar Juliusz Groblicki (+1995) ordenaram sacerdotes clandestinamente para a Tchecoslováquia, apesar do fato de que a Santa Sé proibiu bispos clandestinos naquele país de realizar tais ordenações.

George Weigel escreve isso em sua biografia de Wojtyła Witness to Hope [Testemunho da Esperança]. Wojtyła não informou a Santa Sé sobre as ordenações proibidas - também porque sabia que o Vaticano está repleto de traidores.

Peter Kwasniewski recapitula em OnePeterFive.com (13 de outubro) que Wojtyła procedeu com ordenações desafiando o interdito papal porque acreditava que o papa estava errado em sua política de apaziguamento em relação ao comunismo.

Kwasniewski observa ainda sobre cardeal ucraniano Josyf Slipyj (+1984) que consagrou bispos contra as proibições papais. O mais famoso deles foi Lubomyr Husar (+2017). Sua consagração causou muitas irritações no Vaticano, mas Husar, no entanto, tornou-se cardeal.

Para Kwasniewski, tais ordenações colocam uma nova luz sobre o arcebispo Marcel Lefebvre, a quem o mesmo Wojtyła excomungou por ordenar bispos sem a aprovação papal em 1988.

#newsSevwaqrfsj