Clicks152
pt.news

Suspeita improvável: Ex-vigário-geral deteve mulher "como prisioneira" por doze anos

Um ex-vigário geral de oitenta anos, professor liberal e ex-reitor da Faculdade de Teologia de Lugano, na Suíça, foi preso na sexta-feira e liberado desde então.

Ele é acusado de ter sequestrado, coagido e agredido uma mulher finlandesa, de 48 anos, que teria mantido presa em seu apartamento por 12 anos.

Eles se conheceram durante aulas on-line, e ele a levou para Lugano. A provável mulher psicótica foi encontrada completamente abandonada.

O sacerdote é um homem frágil que costumava se ausentar e, portanto, não seria capaz de manter a mulher em casa contra a sua vontade.

Fotografia: Lugano, © wikicommons, CC BY-SA, #newsNoudffxnzs