pt.news
235

Fundador de comunidade religiosa é laicizado

A Congregação para as Igrejas Orientais laicizou o fundador da Mission de Vie, padre Wissam Maalouf, que foi ordenado em 2013, e o excluiu de seu instituto (LOrientLeJour.com, 18 de novembro).

A maronita Mission de Vie é uma comunidade mista de 80 membros que vivem em cinco mosteiros no Líbano e se dedicam a ajudar os pobres.

Maalouf é acusado de abuso e agressão sexual de menores. A congregação notou a "teimosia" de Maalouf por não cumprir as medidas disciplinares tomadas contra ele em 31 de agosto para proteger seu sacerdócio e ser membro do instituto.

Maalouf se defendeu repetidamente, acusando a "imprensa remunerada" e a juíza de crianças em Baabda, Joëlle Abou Haïdar, de atacar sua comunidade porque lhe foi negada a adoção que ela buscava para uma família próxima a ela.

Em setembro, dois outros padres maronitas, Mansour Labaky e Georges Badr, foram laicizados. O popular Labaky foi condenado na França a 15 anos de prisão por agressão sexual a menores. Badr, o padre de Mar Takla (Hazmieh) e capelão da ONG Domus, era centro de rumores de pedofilia.

#newsUsqukwmbdm