NÃO PODE HAVER ENGANO

NÃO PODE HAVER ENGANO

Muitas pessoas escrevem ao CLAP – Centro Latino-Americano de Parapsicologia ou perguntam aos nossos professores de Parapsicologia em seus cursos por que não é possível ser católico e espírita ao mesmo tempo, e aí eu elaborei uma lista, defendida pelo Frei Boaventura Kloppenburg, OFM, na qual pode-se ver, ponto por ponto, com as palavras dos mais abalizados doutrinadores espíritas, que o espiritismo nega, de fato, doze verdades fundamentais do catolicismo. Do cristianismo não sobra mais nada. Os espíritas, que na proporção de 90% são católicos batizados, não conhecem essa realidade. É que não conhecem nem o espiritismo nem o catolicismo e, por viverem na confusão, perderam o maior valor de suas vidas: a verdadeira fé.

Tomo a liberdade de transladar para cá a exposição desses motivos.

1.º) O católico instruído sabe que o homem tem uma inteligência limitada e que Deus é infinitamente sábio, podendo revelar-nos verdades que superam a nossa capacidade racional, e por isso admite a possibilidade do mistério e aceita tais verdades sempre que tem certeza de que foram reveladas por Deus. Já o espírita proclama que não há, absolutamente, mistério e tudo o que a mente humana não pode compreender é falso.

2.º) O católico instruído crê que Deus pode fazer e de fato faz milagres para comprovar Sua revelação; o espírita rejeita a possibilidade do milagre.

3.º) O católico instruído crê que os livros da Sagrada Escritura foram inspirados por Deus e que, por isso, não podem ter erro em questões de fé e de moral; o espírita declara que a Bíblia está cheia de erros e contradições e que nunca foi inspirada por Deus.

4.º) O católico instruído crê que Jesus enviou o Espírito Santo aos apóstolos e seus sucessores para que os ajudasse a transmitir e conservar fielmente as verdade divinamente reveladas; o espírita declara que os apóstolos e seus sucessores, o papa e os bispos, não entenderam os ensinamentos de Cristo e que tudo o que eles nos transmitiram está errado e falsificado.

5.º) O católico instruído crê que o papa, sucessor de São Pedro, é infalível sempre que, com sua suprema autoridade, decide solenemente questões de fé ou moral; o espírita proclama que os papas só espalham o erro e a incredulidade.

6.º) O católico instruído crê que Jesus instituiu uma Igreja com o fim de continuar através dos séculos Sua obra de santificação dos homens; o espírita declara que até a vinda de Allan Kardec (o codificador do espiritismo) a obra de Cristo estava perdida e inutilizada.

7.º) O católico instruído crê que Jesus nos ensinou todas as verdades religiosas necessárias e suficientes para a nossa eterna salvação; o espírita proclama que o espiritismo é a “terceira revelação”, destinada a retificar e mesmo substituir o Evangelho de Cristo.

8.º) O católico instruído crê que em Deus há uma só natureza e três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo; o espírita nega esse augusto e fundamental mistério da Santíssima Trindade.

9.º) O católico instruído crê que Deus é o criador de todas as coisas, realmente distinto do mundo e um Ser Pessoal e Consciente; grande parte dos espíritas afirma que Deus é a alma do mundo e que os homens são partículas de Deus, professando assim um perfeito panteísmo.

10.º) O católico instruído crê que Deus é libérrimo para criar ou não criar o mundo e fazê-lo como melhor lhe parece; muitos espíritas dogmatizam que Deus devia necessariamente desde toda a eternidade criar e fazer todos os homens iguaizinhos.

11.º) O católico instruído crê que Deus fez o mundo do nada, com o simples império de sua vontade onipotente; o espírita dogmatiza que o mundo ou sempre existiu e apenas se aperfeiçoou ou é uma emanação de Deus.

12.º) O católico instruído crê que Deus criou a alma humana no momento de sua união com o corpo; o espírita dogmatiza que a nossa alma é o resultado de lenta e longa evolução, tendo passado pelo reino mineral, vegetal e animal.

Por Luiz Roberto Turatti, aluno do CLAP – Centro Latino-Americano de Parapsicologia, dirigido pelo revolucionário Prof. Dr. Padre Oscar González-Quevedo, S.J.

ESSE ARTIGO JÁ FOI PUBLICADO EM:

“Tribuna do Povo”, Araras, SP (Brasil), sábado, 05/03/1994;

“Opinião Jornal”, Araras, SP (Brasil), sábado, 01/11/1997;

USINA DE LETRAS (usinadeletras.com.br/exibelotextoautor.php?user=TURATTI).

----------------------------------

“Fora da VERDADE não há CARIDADE nem, muito menos, SALVAÇÃO!” (Luiz Roberto Turatti).

#Charlatanismo #CLAP #Crendice #Curandeirismo #Demônio #EQM #Espiritismo #ETs #ExercícioIlegaldaMedicina #Exorcismo #Fantástico #Hipnose #IssoNonEcziste #Jesuíta #Mágica #Médium #Milagre #OEPNET #Óvnis #PadreQuevedo #Parapsicologia #Reencarnação #Religião #Superstição #TCI #Truque #TVP #Vaticano.