Clicks132
pt.news

Gibson apoia sacerdotes cancelados: “Bispos são um bando de mercenários”

Mel Gibson apoiou uma reunião do rosário, em Chicago, em 10 de setembro, da “Coalizão para Sacerdotes Cancelados”, incluindo o "suspenso" Padre James Altman.

Os bispos que perseguem seus padres toleram qualquer tipo de absurdo, denunciou Gibson, "mas se um de seus padres proferir algo que se assemelhe à ortodoxia, então eles entram em ação" e "o expulsam do serviço".

Gibson chama isso de "martírio branco" e um sinal de "uma doença muito profunda da Igreja". Ele concorda com o truísmo do arcebispo Viganò de que a miséria começou com o fracassado Vaticano II.

Quando Gibson quis apoio para sua Paixão de Cristo em 2004, ele se aproximou dos bispos dos Estados Unidos: “Aqueles homens não conseguiram fugir de mim rápido o suficiente e todos, exceto alguns deles, me deram as costas”. Assim, eles revelaram quem eram: "um grupo bastante insípido - e parece que nada mudou".

Gibson se lembra dos bons e velhos padres que, nos anos 1970, foram perseguidos pelos bispos porque viram os danos que a Nova Liturgia e as mudanças sem sentido do Vaticano II estavam causando, e agiram.

Apesar de ser "muito pecador", Gibson professa que conhece "a diferença entre um pastor e um mercenário", acrescentando que "acho que a grande maioria desses bispos são apenas um bando de mercenários".

#newsDdeidzuzke