Clicks219
pt.news

Jovem sacerdote saiu da explosão - agora está morto

O padre Rubén Pérez Ayala morreu aos 35 anos no hospital um dia depois da explosão de gás ocorrida em 20 de janeiro na rua Toledo 98, em Madri - Espanha.

Por volta das 14h55, trabalhadores locais estavam consertando uma caldeira danificada em um prédio pertencente à paróquia Virgen de la Paloma. A caldeira explodiu, causando um vazamento de gás que resultou em uma segunda explosão massiva.

O padre Pérez, gravemente ferido, ainda conseguiu sair sozinho do prédio meio destruído. Ordenado sacerdote no dia 20 de junho na catedral de La Almudena, Pérez celebrou sua primeira missa no dia seguinte, precisamente na paróquia de Virgen de la Paloma. Ele pertencia ao Caminho Neocatecumenal.

Os trabalhadores começaram a demolição controlada dos cinco andares superiores do edifício. A explosão causou quatro mortes e deixou 10 feridos.

Ayala recebeu os últimos ritos de seu irmão, que também é sacerdote.

#newsQboealixma