Clicks143
pt.news

Ordenado há cinco meses - foi assassinado

O padre Adriano da Silva Barros, de 36 anos, da diocese de Caratinga - MG, visitou no dia 13 de outubro sua mãe doente em Martins Soares e sua irmã em Reduto, antes de retornar a Simonésia em seu Chevrolet/Onix para celebrar a Missa, mas em vez disso desapareceu.

Ordenado em 3 de maio de 2020, Barros foi sacerdote auxiliar em Simonésia (Minas Gerais). Por volta das 18h do dia 14 de outubro, um fazendeiro de Manhumirim alertou a polícia. Ele tentou apagar o fogo e encontrou um corpo carbonizado com feridas de faca.

A polícia supõe que Barros foi vítima de um assalto. Em 15 de outubro dois suspeitos foram presos. Um deles, de 22 anos, confessou o assassinato.

#newsGmdxscumoo