Clicks150
pt.news

Voz no deserto: bispo brasileiro fala contra documento do Sínodo

O bispo José Luís Azcona, de naturalidade espanhola, bispo emérito da prelazia do Marajó, disse a CruxNow.com (14 de outubro) que o Instrumentum laboris do Sínodo Pan-Amazônico exclui Cristo crucificado.

Ele chama isso de uma "ausência preocupante" em um texto "prostrado ao secularismo prevalente".

O bispo ressaltou: sua crítica "não atinge o papa", afirmando que a encíclica Laudato Si', de Francisco, "não foi assimilada" pelo documento, o qual ele chama de "fraco", "inconsistente" e testemunha de uma "maneira exclusiva de pensar", que é "perigosa para a liberdade de pensamento".

CruxNow.com faz notas que os comentários de Azcona são uma rara expressão de crítica ao sínodo na Igreja brasileira.

Isso leva a questionar que tipo de bispos supostamente "conservadores" Bento XVI e João Paulo II nomearam para esse país.

Fotografia: José Luís Azcona, #newsDzuqryyhxt