pt.news
191

Arcebispo vândalo destrói belo altar do século XVIII

O arcebispo de Ancona, Angelo Spina, de 67 anos, destruiu o altar monumental da Catedral de Ancona, movendo sua parte frontal para a frente, causando danos irreversíveis.

Este ato de vandalismo lhe custou € 350.000, segundo a mídia italiana. O arranjo anterior, que transformou a catedral em um salão de reuniões Novus Ordo, poupou pelo menos o altar que sobreviveu a Napoleão, Garibaldi, comunistas, fascistas, nacional-socialistas, duas guerras mundiais, democratas-cristãos, um terremoto de 1972, mas não a Spina.

O altar foi doado em 1730 por Bento XIV. O famoso crítico de arte italiano Vittorio Sgarbi publicou na Internet fotos da destruição (abaixo) chamando isso de "uma grande estupidez". No entanto, a estupidez é um pré-requisito fundamental para se tornar um bispo Novus Ordo. Da mesma forma, João Paulo II destruiu o Altar da Cátedra de São Pedro.

MessaInLatino.it escreve que apenas alguns dias atrás, Spina ameaçou freiras de clausura de não abrir sua igreja monástica renovada “até que vocês consertem o altar”.

Por outro lado, um grupo de mulheres conseguiu remover uma mesa feia de Novus Ordo que Spina havia colocado na frente da milagrosa Rainha de Todos os Santos na Catedral de Ancona.

#newsUpqoujsiai