Clicks158
pt.news

Francisco pegou dinheiro de hospital pediátrico para pagar débitos

O Vaticano de Francisco aplicou métodos enganosos para divergir 50 milhões de euros do hospital pediátrico Bambino Gesù para o falido Istituto Dermopatico dell’Immacolata (IDI), escreve NCRegister.com em 10 de dezembro.

A Administração do Patrimônio da Santa Sé (APSA), então liderada pelo cardeal Domenico Calcagno, fez parecer que a APSA teria dado o dinheiro, e não Bambino Gesù, majoritariamente financiado pelo Estado.

O cardeal George Pell, prefeito para a Economia na época, vigorosamente se opôs ao acordo, mas Francisco o ignorou. "O Papa, novamente, escolheu sobrepor suas próprias autoridades regulatórias e ficar ao lado dos líderes da "velha guarda" que ele fracassou em substituir", disse uma fonte a NCRegister.com.

Os oficiais que mediaram o acordo, incluindo dois consultores laicos, receberam comissões de seis dígitos, além dos seus salários.

Francisco posteriormente cancelou o empréstimo, quando se deu conta do seu erro, mas os 50 milhões de euros ainda devem precisam retornar da Administração do Patrimônio da Santa Sé (APSA) ao Bambino Gesù.

Fotografia: © Mazur, CC BY-SA, #newsSrmdkwkgzq